Archive for Maio, 2007

A Taça é nossa!

Maio 27, 2007

1,700 Kg de prata nas mãos dos jogadores do Sporting da época 2006/2007. Mais uma taça para juntar às outras muitas existentes.

E Liedson mais uma vez resolveu, com um golo aos 87 minutos após assistência de Miguel Veloso.

Ricardo, Abel, Polga, Caneira, Tello, Miguel Veloso, João Moutinho, Nani, Romagnoli, Alecsandro e Liedson assim como Tiago, Tonel, Custódio, Farnerud, Paredes, João Alves e Yannick Djaló: obrigado por trazerem a taça.

Ubuntu has arrived

Maio 26, 2007

Ubuntu Dell banner

@ http://www.dell.com/open

Há já alguns dias disponível, mas interessa relembrar.

Get the Facts?

Maio 20, 2007

Depois de hoje ter lido algo sobre os factos que levam os profissionais a preferir o grande Windows onde era mostrado o grande profissionalismo da Microsoft ao procurar profissionais dos mais variados locais e com as mais variadas opiniões sobre o Windows Server.

Vejamos então os factos!

Vejamos a fiabilidade. Ora antes de mais, quem quer algo fiel compra um cão! Agora vou comprar Windows… Podem seguir o meu exemplo: Linux em dois PCs e dois cães em duas casotas. Uptime? Ora em caso pessoal posso bem dizer que os meus PCs estão sempre ligados sempre que é preciso e que os meus dois cães estão sempre a ladrar muito bem, (in)felizmente.

Agora quanto a empresas. Basta olhar para o rank dos 500 super-computadores do mundo. Há algum com Windows? Não. Porquê? Porque estes computadores devem ser supostos estarem sempre a fazer reboots…. Para além disso, porque é que no meu próprio computado, que não exige muitos recursos, em Windows tenho de estar sempre a fazer reboots e em Linux não?

É por isso que Linux é mais fiável que Windows. Mas menos fiável que um cão.

A segurança. Já tenho um cão… Agora para segurança quero um cadeado!

Até me dá vontade de rir esta. Então Windows é mais seguro que Linux? As centenas de milhares de vírus, spyware (e outras coisas terminadas em ware) que por aí andam são o quê? Ahhh… Peço desculpa. Há anti-vírus para os proteger de tais coisas. Anti-vírus esses que apenas protegem no fim de já terem sido passados (ou seja, no fim de muita gente ser infectada lá há um “update crítico”…). Neste assunto, nem me vou estender…

O custo. Esta também dá vontade de rir. Milhares de euros em licenças para o sistema operativo vs 15 cêntimos que custa um cd onde pode ser gravada qualquer distribuição de Linux. Milhares de euros em firewall’s, anti-vírus, anti-spyware, anti-tudos vs 5 cêntimos que perdi ao sair do elevador. Contas feitas ao que é necessário temos: muitos milhares de euros para o lado do Windows, e 20 cêntimos para o lado do Linux (a não ser que sejam uns nabos que perdem os cartões de crédito em elevadores…).

Depois vem o suporte. Aqui penso que posso dizer que estão ambos equilibrados. Não é por ser Linux que o suporte é mais barato.

Custo final? Linux definitivamente mais barato que Windows.

Standardização. Sinceramente não sei se esta é a palavra certa. “Interoperability” é a palavra em inglês, que eu desconheço assim como o Free-Translation e o meu dicionário monolingue. Mas vou comentar apenas o 1º comentário que lá está. “Quanto mais integrar-mos as nossas aplicações, menos são as nossas brechas de seguranças”. Que é isto? É a Microsoft que lhes faz o software? Sinceramente, acho que quem disse isto devia ter andado numa noite de copos… Para mim o que ele disse é o mesmo que dizer: “Um sistema protegido é um sistema seguro”. Que tem isto a ver com os tais “Get the Facts”?

Depois de ver esta página inicial decidi ir um pouco mais fundo. Mas ao fim de algum tempo cansei-me. As “White Pages” e os tópicos de interesse continuam com as barbaridades da página inicial. “Estudo revela que Windows Server 2003 tem menos brechas de segurança que duas distribuições empresariais de Linux”. E tantas outras barbaridades…

No fim disto tudo posso concluir: para segurança, bastam uns cães, uns cadeados, ter tudo em suporte físico (também conhecido como papel) e usar os computadores apenas para o tetris.

Ou então usar Linux.

PS: Para fazer uma lavagem cerebral basta ir aqui e aceder à campanha mais estúpida de toda a Internet.

PS 2: O post ficou muito extenso mas o que conta é a intenção 😀

Acto de Desespero

Maio 15, 2007

Depois da entrevista do Sr. Brad Smith onde afirmou que o GNU/Linux violava 235 da Microsoft que correu o mundo (pelo menos dos blogs que frequento 🙂 ), um dos gerentes do OpenOffice.org, Louis Suarez-Potts, classificou esse comunicado como um acto de desespero.

Concordo totalmente com o Sr. Louis. Ainda gostava de saber as patentes quebradas…

Serão mesmo as nuvens brancas e o nascer do Sol? (aqui)

Revista PROGRAMAR – 8ª Edição

Maio 10, 2007

E outra edição da Revista PROGRAMAR que está disponível!

Revista PROGRAMAR - Capa

Nesta edição:

  • Windows Vista para Programadores
  • Estatísticas em PHP – 2ª parte
  • JNI – Java Native Interface
  • LUA – Linguagem de Programação
  • CSS – Cascading Style Sheet
  • Segurança em Sistemas Distribuídos
  • Programação em C – 2ª parte
  • Apresentação do Ubuntu 7.04 “Feisty Fawn”
  • Moodle: Uma plataforma de eLearning
  • Microcontroladores: Protocolos SPI

Uma revista online, gratuita, e feita por membros que não recebem contributo algum, que começa a ter cada vez mais reconhecimento no panorama português da área.

Um bom trabalho por parte do todos os envolvidos. Agora, só em Julho…

SoloSEO

Maio 2, 2007

SoloSEO logo

O SoloSEO é um sistema de gestão de optimização de pesquisas.

Com o SoloSEO, o seu website poderá subir nos motores de busca mais facilmente, trazendo-lhe assim mais visitas e comentários (no caso de blogs). Apesar de ser pago, existe um período de teste de 2 semanas durante o qual se pode investigar sobre como funciona o SoloSEO. Depois disto, terá que pagar uma taxa de 29$/mês.

O primeiro passo é criar um Novo Projecto. Criei um com o meu blog onde introduzi algumas informações usuais neste tipo de websites, tais como o url, o meu nome… Depois de criar, esperava encontrar alguma página onde pudesse tirar dúvidas, mas simplesmente recebi um email com os meus dados e fui redireccionado para o “Dashboard”. A partir dali tive que descobrir tudo “sozinho”.

Apesar de ter algumas ajudas, penso que todas são um pouco confusas.

No entanto, tive a oportunidade de adicionar keywords ao meu site, ver a classificação de cada keyword em relação ao mesmo assim como descobrir vários links que iam dar ao meu site.

Penso que, para um utilizador como eu não compensa pagar a mensalidade, mas para grandes empresas que querem ter uma grande aposta na internet compensa ter um ou dois meses este sistema uma vez que quando chegam ao topo dos sistemas de busca, permanecem por lá. É uma ferramenta que apenas vale pelo seu período de teste.

www.SoloSEO.com

Nota: Esta análise foi-me paga através do ReviewME mas mantive a minha imparcialidade ao máximo.

Festival Nacional de Robótica 2007

Maio 1, 2007

O Festival Nacional da Robótica foi criado em 2001 e reúne, desde então, variadas equipas de todo o país em várias competições. Nesta 7ª edição, o Festival realizou-se no Pavilhão Gimnodesportivo de Paderne (Albufeira) no Algarve.

Apesar de haverem várias competições (Busca e Salvamento Júnior, Dança Júnior, Futebol Robótico Júnior, Futebol Robótico e Condução Autónoma) vou-me basear mais na Busca e Salvamento Júnior pois foi a prova em que participei.

Na Busca e Salvamento, o objectivo é o robot seguir uma linha preta através de um percurso composto por 3 salas, com várias vítimas que o robot é suposto identificar. Deve também ser capaz de transportor interrupções de linha com um máximo de 20cm, assim como subir/descer uma rampa com uma inclinação máxima de 30º.

Existem 2 escalões: A e B. O escalão B é composto por equipas cujos participantes tenham entre 15 e 18 anos e o A com equipas entre os 8 e 14. Pelo que sei, apenas no escalão B havia mais de 200 equipas.

O robot de cada equipa era suposto ser construído pelos alunos com uma intervenção mínima dos professores. Aqui deixo uma pequena crítica: os organizadores deviam ser capazes de ver isto. Apesar de haver uma pequena entrevista no final da prova com o objectivo de fazer variadas perguntas aos alunos sobre o funcionamento do robot, esta era insuficiente. Enquanto os professores da minha escola se tinham refugiado sabe-se lá onde (nas meninas como nós diziamos 😛 ) apenas tendo ajudado a minha equipa quando tivemos um problema de hardware e ajudando todas em termos de tirar uma ou outra dúvida rara em relação à programação, outros professores de outras escolas fizeram quase todo o robot dos alunos. Quanto a isto tenho a dizer: posso não ter uma grande classificação, mas pelo menos foi a minha equipa que fez o robot.

Outra pequena crítica foi a desorganização em relação à marcação de provas. Um exemplo é que a 2ª Manga (ou seja, a 2ª prova) da minha equipa estava marcada para as 14h e 50 e tínhamos o autocarro para nos levar para Leiria às 15h. Mas haviam outros de Leiria com provas para as 15h e 30, 15h e 40… E ainda uns do Porto com provas ainda depois com autocarro às 14h. Conclusão: tivemos de programar o robot mais depressa e fazer as provas durante a hora de almoço, ou de manhã, ou em qualquer outro horário livre e acabámos por arrancar de Paderne apenas às 4 da tarde.

Quanto ao resto, penso que o festival estava muito bem organizado com outra pequena excepção: o parque de campismo, o local de pequeno-almoço e jantar, e o pavilhão onde se realizaram as provas eram muito distantes. Mas quanto a isto, penso que foi a única solução que conseguiram arranjar.

No fim de tudo isto apenas me resta dizer que gostei muito e que para o ano volto, onde quer que seja o festival.

Robots Festival Robótica 2007 - Domingos Sequeira

(a “Euribor”, o meu robot, era o 2º a contar debaixo)

Nota: Troquei as idades dos escalões, mas já corrigi