Archive for the ‘Geral’ Category

“Como Compreender o Universo?”

Maio 4, 2009

Os alunos João César, Joel Ramos, Mário Fonseca e Pedro Rodrigues, da Escola Secundária Domingos Sequeira, convidam todos os alunos e professores do Ensino Secundário e Superior e público em geral a assistir à palestra a realizar pelo Professor Doutor António Onofre no dia 6 de Maio, pelas 10:30, no Auditório do Orfeão de Leiria subordinada ao tema “Como Compreender o Universo?”

Para compreender o Universo, é necessário conhecer as Partículas Elementares. Estas são as partículas mais básicas que constituem o átomo. Através do seu estudo é possível conhecer melhor o mundo que nos rodeia assim como todo o Universo e a sua origem. Este é o tema que o Professor António Onofre abordará de uma forma acessível e rigorosa na sua palestra.

Professor na Universidade de Coimbra e investigador do LIP-Coimbra, o Doutor António Onofre integra a equipa da experiência ATLAS – um dos detectores em funcionamento no LHC, no CERN, sendo um profundo conhecedor desta temática.

Revista Programar – 16ª Edição Outubro 2008

Outubro 7, 2008
Revista PROGRAMAR
Edição 16 – Outubro de 2008


(clica para download)

Já passadas as férias, altura em que aproveitámos para acordar muitas ideias em hibernação para a revista que se reflectirão em futuras edições, chega mais uma edição da revista Programar, a 16ª.

Nesta encontrará, entre outros artigos, uma análise ao novo Visual Studio 2008, Fundamentos da Segurança em Redes, Concorrência LINQ para SQL e mais uma revisão sobre Grafos.

Mais info.

Gore, Nobel da Paz

Outubro 14, 2007

Todos conhecem o trabalho de Al Gore. Aquele que foi o “próximo presidente dos Estados Unidos”, como inicia cada conferência que dá. Para os que ainda não descortinaram o porquê desta apresentação é simplesmente por ter tido a maioria dos votos dos Americanos, mas como o sistema político Americano é um pouco diferente do nosso e depende do número de senadores de cada estado (isto se não estou em erro). Então na Florida houve o episódio que fez George W. Bush ganhar as eleições. Um embaraço político na minha opinião.

Mas isso são águas passadas.

O que interessa é que Al Gore foi galadoardo  esta sexta-feita com o Prémio Nobel da Paz.

Porquê? Bem, quem conhece o trabalho dele sabe perfeitamente. A defesa do clima.

Eu, como muitos, conhecia o trabalho dele. A defesa do ambiente. As coisas que podíamos fazer para reduzir as emissões de CO2. O que se estava a passar com o Mundo actualmente.

Por curiosidade vi ontem o documentário ‘An Inconvenient Truth’. Para os que não sabem é o documentário de Al Gore, que também tem um livro com o mesmo nome, sobre as mudanças climáticas.

No fundo, o que vi já sabia. Actualmente nas escolas este é um dos temas mais debatidos. Mas um documentário é um documentário. Os factos ali estão estampados.

Algumas das coisas que mais me impressionaram foi a comprovação de que não havia nenhuma dúvida entre a comunidade científica sobre o aquecimento global ser provocado por nós. Uns rumores dizem que si. Pelo que vi no documentário, num total de 900 e tal artigos (10% dos artigos científicos escolhidos ao acaso dos últimos 10 anos, ou parecido) são 0 (zero) os artigos que discordam de que o aquecimento global é provocado por nós.

Um outro facto interessante é sobre a indústria automóvel. Os fabricantes falam que se fizerem carros “ambientais” perdem quota de mercado. A verdade é que pelos gráficos mostrados, as companhias que fabricam os carros mais ambientais (como a Toyota e a Honda) têm tido melhores vendas nos últimos anos que as que fabricam carros mais poluídos como a Ford e a General Motors (repararam que são companhias Americanas).

Entre outras curiosidades, ressaltou-me uma que não sabia. Um gráfico que mostra como se todos fizéssemos um pouco os níveis de CO2 emitidos podiam descer abaixo dos níveis de 1970. Mostrava algumas medidas como todas somadas poderiam diminuir bastante as emissões.

Outro dos gráficos interessantes que me despertou a atenção foi a comparação da temperatura actual com as últimas eras glaciares. A temperatura actual do planeta está a cerca do dobro da última era não-glaciar. Sinceramente, aquele foi um dos gráficos mais expressivos.

Concluido, é um documentário que aconselho a ver. Por mais que se julguem informados sobre o assunto, este documentário mostra algumas informações que vos vão fazer olhar com mais atenção para a questão ambiental.

Olha, fechou…

Julho 24, 2007

Nestes últimos dias tenho andado um pouco afastado do meu blog (não do computador, que esse está sempre presente, só do blog…) e após uma voltinha por variados blogs vejo dois temas que mais se falaram: Harry Potter e o encerramento hoje do Btuga.

Ora, do Harry Potter não vou falar porque não sei se o rapazolas morreu no último livro ou não e por isso, mais vale prevenir que remediar, não quero falar dos mortos.

Ora, em relação ao Btuga… Vou ser sincero: ler a notícia provocou-me um sorriso. Afinal nunca gostei do modo como o Martini-Man (Luís Ferreira) dirigia a comunidade, mas isso era lá com ele.

Agora ler a justificação que ele deu, a mesma do costume, já provoca nervos. “Não passam ficheiros ilegais pelo servidor do Btuga”. Já comparei num comentário noutro blog (do Planet Geek, mas não me lembro já qual foi):

Um traficante de armas, imagine-se, paga uns barcos para transportar armas digamos, de Lisboa para o Porto. Não é também culpado? No fundo era isto que o Btuga era… Um barco para transportar ficheiros ilegais. Estas desculpas é que me fazem rir no meio disto tudo…

Em relação ao fórum ter fechado e não ter nada que fechar pois não fazia mal a ninguém… Ora… Se o tracker era o barco, o fórum era o cais! Então, os anúncios de torrents, os links para downloads (lembro-me de ver uns inclusivamente ‘h**p’, sim, porque isto não é um link…)… O convívio? O convívio dos que lá andavam era maioritariamente o ‘sacar filmes e jogos’. A minha sugestão? Juntem-se a outros forums que não tenham problemas desses que assim já não vão ter que ir a Fátima mais vez nenhuma para acender uma vela em nome de fórum algum…

Referindo-me directamente ao Martini-Man: sinceramente, não espero uma pena de prisão. Não vou dormir melhor se tu dormires numa cadeia. Não. Mas uma multa pesadinha para aprenderes a não brincar com o fogo já era bom…

Podes pagá-la com o dinheiro do Premium…

Get the Facts?

Maio 20, 2007

Depois de hoje ter lido algo sobre os factos que levam os profissionais a preferir o grande Windows onde era mostrado o grande profissionalismo da Microsoft ao procurar profissionais dos mais variados locais e com as mais variadas opiniões sobre o Windows Server.

Vejamos então os factos!

Vejamos a fiabilidade. Ora antes de mais, quem quer algo fiel compra um cão! Agora vou comprar Windows… Podem seguir o meu exemplo: Linux em dois PCs e dois cães em duas casotas. Uptime? Ora em caso pessoal posso bem dizer que os meus PCs estão sempre ligados sempre que é preciso e que os meus dois cães estão sempre a ladrar muito bem, (in)felizmente.

Agora quanto a empresas. Basta olhar para o rank dos 500 super-computadores do mundo. Há algum com Windows? Não. Porquê? Porque estes computadores devem ser supostos estarem sempre a fazer reboots…. Para além disso, porque é que no meu próprio computado, que não exige muitos recursos, em Windows tenho de estar sempre a fazer reboots e em Linux não?

É por isso que Linux é mais fiável que Windows. Mas menos fiável que um cão.

A segurança. Já tenho um cão… Agora para segurança quero um cadeado!

Até me dá vontade de rir esta. Então Windows é mais seguro que Linux? As centenas de milhares de vírus, spyware (e outras coisas terminadas em ware) que por aí andam são o quê? Ahhh… Peço desculpa. Há anti-vírus para os proteger de tais coisas. Anti-vírus esses que apenas protegem no fim de já terem sido passados (ou seja, no fim de muita gente ser infectada lá há um “update crítico”…). Neste assunto, nem me vou estender…

O custo. Esta também dá vontade de rir. Milhares de euros em licenças para o sistema operativo vs 15 cêntimos que custa um cd onde pode ser gravada qualquer distribuição de Linux. Milhares de euros em firewall’s, anti-vírus, anti-spyware, anti-tudos vs 5 cêntimos que perdi ao sair do elevador. Contas feitas ao que é necessário temos: muitos milhares de euros para o lado do Windows, e 20 cêntimos para o lado do Linux (a não ser que sejam uns nabos que perdem os cartões de crédito em elevadores…).

Depois vem o suporte. Aqui penso que posso dizer que estão ambos equilibrados. Não é por ser Linux que o suporte é mais barato.

Custo final? Linux definitivamente mais barato que Windows.

Standardização. Sinceramente não sei se esta é a palavra certa. “Interoperability” é a palavra em inglês, que eu desconheço assim como o Free-Translation e o meu dicionário monolingue. Mas vou comentar apenas o 1º comentário que lá está. “Quanto mais integrar-mos as nossas aplicações, menos são as nossas brechas de seguranças”. Que é isto? É a Microsoft que lhes faz o software? Sinceramente, acho que quem disse isto devia ter andado numa noite de copos… Para mim o que ele disse é o mesmo que dizer: “Um sistema protegido é um sistema seguro”. Que tem isto a ver com os tais “Get the Facts”?

Depois de ver esta página inicial decidi ir um pouco mais fundo. Mas ao fim de algum tempo cansei-me. As “White Pages” e os tópicos de interesse continuam com as barbaridades da página inicial. “Estudo revela que Windows Server 2003 tem menos brechas de segurança que duas distribuições empresariais de Linux”. E tantas outras barbaridades…

No fim disto tudo posso concluir: para segurança, bastam uns cães, uns cadeados, ter tudo em suporte físico (também conhecido como papel) e usar os computadores apenas para o tetris.

Ou então usar Linux.

PS: Para fazer uma lavagem cerebral basta ir aqui e aceder à campanha mais estúpida de toda a Internet.

PS 2: O post ficou muito extenso mas o que conta é a intenção 😀

Acto de Desespero

Maio 15, 2007

Depois da entrevista do Sr. Brad Smith onde afirmou que o GNU/Linux violava 235 da Microsoft que correu o mundo (pelo menos dos blogs que frequento 🙂 ), um dos gerentes do OpenOffice.org, Louis Suarez-Potts, classificou esse comunicado como um acto de desespero.

Concordo totalmente com o Sr. Louis. Ainda gostava de saber as patentes quebradas…

Serão mesmo as nuvens brancas e o nascer do Sol? (aqui)

Dia 1 de Abril

Abril 1, 2007

Porque será que neste dia acontecem sempre coisas diferentes?

No Portugal-a-Programar o Quikfire abandonou o staff. Tudo por uma desavença.

Na Techzone a newsletter vinha totalemente em árabe.

Em relação aos jornais, pelo que li ontem no Público, este não trará nenhuma coisa especial, o Correio da Manhã trás e o Diário de Notícias talvez. Mas não vou comprar para ver. Vou-me divertir a ler a newsletter da Techzone 🙂

O SIM

Fevereiro 12, 2007

Tal como as sondagens já apontavam, o SIM ganhou no referendo realizado ontem.

A minha posição, isto se eu tivesse idade para votar, seria do NÃO.

Espero sinceramente que ao legalizar o aborto até às semanas, isso não se torne um método contraceptivo. Bem, afinal quase 60% das pessoas que votaram, votaram no SIM. Por alguma razão terá sido. Espero que a razão seja a correcta.

Umas coisas que me confudem no entanto é o direito do pai por exemplo. Na pergunta no referendo não se referiu nada sobre o pai. Afinal, terá ele direitos? O filho não se gera sozinho… E, tal como alguns argumentos do NÃO que eu vi, serão adiadas operações? Se forem, o combate às listas de espera estará cada vez mais arruinado…  E os hospitais? Terão capacidade monetária para efectuar abortos ou capacidade para adquirirem material para os efectuar? Alberto João Jardim já disse que na Madeira os hospitais não terão capacidade…

Para mim, estas são as questões mais relevantes que se levantam agora que o SIM venceu. Como será o futuro? Só daqui a uns anos saberemos 🙂