Archive for the ‘Informática em Geral’ Category

WordPress 2.3 – pt_PT

Novembro 1, 2007

À semelhança da versão 2.2.2, a equipa WordPress-PT lançou hoje a tradução para o WordPress 2.3

Acaba de ser lançado o WordPress 2.3 em Português de Portugal (pt_PT), passado pouco mais de um mês do lançamento da versão original.

Antes de actualizarem o vosso blogue para esta nova versão devem verificar se o vosso tema e extensões são compatíveis. Aqui ficam as tabelas de compatibilidade de temas e de extensões. Existe ainda uma extensão chamada WordPress Upgrade Preflight Check que verifica todo o sistema e indica possíveis incompatibilidades decorrentes da actualização.

[…] Ver post completo

Foi também incluído no pacote o tema Baunilha, criado pelo José Fontainhas para o blog do equipa WordPress-PT. O pacote pode ser encontrado na área de downloads do WordPress-PT.

A equipa do WordPress-PT agradece o vosso apoio.

Anúncios

WordPress 2.2.2 em Português de Portugal

Agosto 11, 2007

WordPress-PT

Pois é, já está disponível a tradução completa do WordPress para a língua de Camões e tudo graças à equipa do WordPress-PT.com. Estou muito orgulhoso de pertencer a um projecto que, em apenas 10 dias, conseguiu completar a tradução do WordPress (a antiga era para a versão 2.2.1 da Teia Digital). Tendo bastantes colaboradores de papo para o ar (ou seja, de férias) logo, estando ausentes, é um feito incrível, em 10 dias. Nestes 10 dias fizemos os seguintes feitos:

  • Oficializámos a equipa junto dos responsáveis do WordPress.
  • Criar um blog com um tema à medida, criado pelo José Fontainhas.
  • Criar um fórum para receber a comunidade de utilizadores portugueses do WordPress.
  • A partir da tradução da versão 2.2.1 da Teia Digital, lançar um pacote em português de Portugal do WordPress 2.2.2.

Espero que este projecto ajude todos os portugueses que usam o WordPress e espero também que dêm um saltinho ao fórum e ao blog.

Isto não esperava

Junho 6, 2007

Jamie Cansdale, um programador inglês, desenvolveu à coisa de uns anos um add-on para o Microsoft Visual Studio Express (uma versão grátis do Visual Studio) chamado TestDriven.Net. Até aqui nada de novo (quer dizer, para mim foi, pois não conhecia).

A Microsoft ficou tão contente com este add-on que atribuiu a Jamie o prémio “Most Valuable Professionals”, e como consequência, Jamie teve acesso à versão mais completa do Visual Studo (uma daqueles que custam assim alguns (muitos) dólares).

Mais ou menos em de Dezembro de 2005, o Jamie começou a receber emails de um executivo da Microsoft chamado Jason Weber. Parece que o add-on desenvolvido por Jamie suportava a versão Express do Visual Studio, a tal grátis, e a Microsoft não queria isso. Mas o Jamie tinha desenvolvido o TestDriven.Net na versão Express.

Jamie foi acusado de violar a licença do Visual Studio Express. Alegadamente, ele teria tido acesso a APIs não disponíveis na versão Express ou então teria feito “reverse engineering” das APIs. O Jamie disse que tinha usado apenas as APIs publicadas no MSDN, mas o Jason Weber não desistiu e voltou a insistir tendo dado um prazo para, até 6 de Junho (ou seja, hoje) às 16h (nos EUA por isso penso que “ainda não foram” pois são menos 5 horas, se não me engano) para remover o suporte ao Visual Studio Express.

Como é que isto vai acabar? Espero que com mais uma humilhação para a Microsoft.

Acho que os advogados da Microsoft devem andar a beber durante o serviço… Primeiro as patentes, agora isto.

Jamie: boa sorte rapaz (Good Luck)

Podem ler o desenvolvimento aqui.

Fonte: bit.aite

Get the Facts?

Maio 20, 2007

Depois de hoje ter lido algo sobre os factos que levam os profissionais a preferir o grande Windows onde era mostrado o grande profissionalismo da Microsoft ao procurar profissionais dos mais variados locais e com as mais variadas opiniões sobre o Windows Server.

Vejamos então os factos!

Vejamos a fiabilidade. Ora antes de mais, quem quer algo fiel compra um cão! Agora vou comprar Windows… Podem seguir o meu exemplo: Linux em dois PCs e dois cães em duas casotas. Uptime? Ora em caso pessoal posso bem dizer que os meus PCs estão sempre ligados sempre que é preciso e que os meus dois cães estão sempre a ladrar muito bem, (in)felizmente.

Agora quanto a empresas. Basta olhar para o rank dos 500 super-computadores do mundo. Há algum com Windows? Não. Porquê? Porque estes computadores devem ser supostos estarem sempre a fazer reboots…. Para além disso, porque é que no meu próprio computado, que não exige muitos recursos, em Windows tenho de estar sempre a fazer reboots e em Linux não?

É por isso que Linux é mais fiável que Windows. Mas menos fiável que um cão.

A segurança. Já tenho um cão… Agora para segurança quero um cadeado!

Até me dá vontade de rir esta. Então Windows é mais seguro que Linux? As centenas de milhares de vírus, spyware (e outras coisas terminadas em ware) que por aí andam são o quê? Ahhh… Peço desculpa. Há anti-vírus para os proteger de tais coisas. Anti-vírus esses que apenas protegem no fim de já terem sido passados (ou seja, no fim de muita gente ser infectada lá há um “update crítico”…). Neste assunto, nem me vou estender…

O custo. Esta também dá vontade de rir. Milhares de euros em licenças para o sistema operativo vs 15 cêntimos que custa um cd onde pode ser gravada qualquer distribuição de Linux. Milhares de euros em firewall’s, anti-vírus, anti-spyware, anti-tudos vs 5 cêntimos que perdi ao sair do elevador. Contas feitas ao que é necessário temos: muitos milhares de euros para o lado do Windows, e 20 cêntimos para o lado do Linux (a não ser que sejam uns nabos que perdem os cartões de crédito em elevadores…).

Depois vem o suporte. Aqui penso que posso dizer que estão ambos equilibrados. Não é por ser Linux que o suporte é mais barato.

Custo final? Linux definitivamente mais barato que Windows.

Standardização. Sinceramente não sei se esta é a palavra certa. “Interoperability” é a palavra em inglês, que eu desconheço assim como o Free-Translation e o meu dicionário monolingue. Mas vou comentar apenas o 1º comentário que lá está. “Quanto mais integrar-mos as nossas aplicações, menos são as nossas brechas de seguranças”. Que é isto? É a Microsoft que lhes faz o software? Sinceramente, acho que quem disse isto devia ter andado numa noite de copos… Para mim o que ele disse é o mesmo que dizer: “Um sistema protegido é um sistema seguro”. Que tem isto a ver com os tais “Get the Facts”?

Depois de ver esta página inicial decidi ir um pouco mais fundo. Mas ao fim de algum tempo cansei-me. As “White Pages” e os tópicos de interesse continuam com as barbaridades da página inicial. “Estudo revela que Windows Server 2003 tem menos brechas de segurança que duas distribuições empresariais de Linux”. E tantas outras barbaridades…

No fim disto tudo posso concluir: para segurança, bastam uns cães, uns cadeados, ter tudo em suporte físico (também conhecido como papel) e usar os computadores apenas para o tetris.

Ou então usar Linux.

PS: Para fazer uma lavagem cerebral basta ir aqui e aceder à campanha mais estúpida de toda a Internet.

PS 2: O post ficou muito extenso mas o que conta é a intenção 😀

Billy vs Steve?

Fevereiro 20, 2007

Ora que belo filme que encontrei no blog do MoffspringR.

Quem vai ganhar? Os portões (Gates) ou o trabalho (Jobs)?

Youtube bloqueado?

Fevereiro 19, 2007

Há já alguns dias que ando sem acesso ao YouTube. Anteriormente já me tinha acontecido, mas com um simples restart à net isto passava.

Desde sábado passado que a falta de acesso tem sido contínua. Nem com um restart à net lá vai.

Já tentei com ambos os meus pc’s (sendo que um instalei ontem outro sistema operativo e continua sem dar) e com vários browsers. Com um proxy no entanto consegui aceder.

A minha conclusão é que a ONI me está a bloquear o acesso. Até porque o IP que tenho ao fazer ping é igual ao de outras pessoas que têm acesso.

Alguma outra sugestão ou a ONI está mesmo a bloquear-me?

Se outras pessoas com oni aqui comentassem agradecia.

Hackers lançam ataque global à Internet

Fevereiro 9, 2007
Pelo menos três dos 13 computadores que gerem o tráfego mundial da Internet foram ontem alvo de uma acção ofensiva concertada, naquele que foi o maior ataque desde 2002.
O ataque durou cerca de 12 horas consecutivas, mas passou praticamente imperceptível aos milhões de utilizadores de Internet devido às medidas de resistência implementadas pelas várias divisões de segurança das empresas e das instituições públicas. O próprio Departamento de Segurança Interno dos Estados Unidos confirmou que registou ao longo de todo o dia de ontem monitorizações de tráfego de Internet bastante anormais. O motivo dos ataques permanece desconhecido, mas alguns peritos foram entretanto capazes de identificar algumas ofensivas com origem a partir da Coreia do Sul.
Fonte: Exame Informática

O Windows Vista já saiu! Ou já tinha saido?

Fevereiro 2, 2007

Uns dias depois de ter saído, que tal vermos exactamente o Windows Vista?

O Grande Sistema Operativo, que levou 5 anos a criar, que inovações traz?

O Instant Search. Um grande search, sim senhor. Basta clicar no menu iniciar e está lá! Vão aparecendo os files à medida que se vai colocando os nomes, tem sintax-highlighting… e agora como no slogan da Microsoft: “Wow!”

Então se isto é uma inovação do Windows Vista, como se chama aquela coisinha no Mac OS X em que se clica numa tecla e aparece no canto superior esquerdo uma search box em que vão aparecendo os files à medida que se vai colocando os nomes, tem sintax-highlighting… (esta frase… Parece-me que já a escrevi em qualquer lado…). Já sei! Deve chama-se Search in an Instant..

E o Aero Glass? Agora com o Vista é só ver as janelinhas transparentes e sombrinhas! Perfeito! Agora, quem tem um PC com 1Gb de RAM e com uma placa de 128Mb (isto é, se 128 chegarem) já tem onde gastar os recursos… Agora vocês pensam: pode ser pesado, mas é inovação! E eu respondo: sim, têm razão. É uma grande inovação. Principalmente na parte em que come muito mais do que o XGL do Linux ou o Aqua do Mac OS X, que, também têm transparências e sombrinhas… Agora só falta é o Aero Glass ter um cubo a girar e arrastar a janela como se fosse uma folha…

(more…)

GNUCash

Janeiro 22, 2007

O GNUCash é um programa que serve para o ajudar a gerir as suas finanças sejam empresariais, sejam pessoais.
Pode escolher de entre várias categorias para ajudar a melhorar a sua gestão das finanças no próprio programa. Algumas categorias disponíveis são: empréstimos do carro, dispesas escolares, contas investimento…
Depois de escolher a sua categoria é uma questão de começar a mexer nos menus superiores onde pode encontrar menus para depositar o dinheiro no seu banco virtual, calcular o seu estado financeiro, as datas do final do empréstimo… Entre variadas outras opções.
Concluindo, e como é tempo de crise, um ajudante financeiro gratuito dá sempre jeito 😉

Site

iPhone

Janeiro 9, 2007

Sempre gostou de olhar para um Mac? Era bonito o iMac? E o iPod? Também era bonito? Pois é… Chegou a vez do iPhone! Este iPhone corre Mac OS X com suporte para Widgets, para o Safari entre outros… Isto é um telefone? Não… É outro computador Mac nas suas mãos…

iPhone

Na Europa este telemóvel, que está 5 anos à frente dos outros segundo Steve Jobs, estará disponível a partir do quarto triemestre com dois modelos de 4 e 8 Gb.

Mais info e específicações