Archive for the ‘Portugal e o Mundo’ Category

Gore, Nobel da Paz

Outubro 14, 2007

Todos conhecem o trabalho de Al Gore. Aquele que foi o “próximo presidente dos Estados Unidos”, como inicia cada conferência que dá. Para os que ainda não descortinaram o porquê desta apresentação é simplesmente por ter tido a maioria dos votos dos Americanos, mas como o sistema político Americano é um pouco diferente do nosso e depende do número de senadores de cada estado (isto se não estou em erro). Então na Florida houve o episódio que fez George W. Bush ganhar as eleições. Um embaraço político na minha opinião.

Mas isso são águas passadas.

O que interessa é que Al Gore foi galadoardo  esta sexta-feita com o Prémio Nobel da Paz.

Porquê? Bem, quem conhece o trabalho dele sabe perfeitamente. A defesa do clima.

Eu, como muitos, conhecia o trabalho dele. A defesa do ambiente. As coisas que podíamos fazer para reduzir as emissões de CO2. O que se estava a passar com o Mundo actualmente.

Por curiosidade vi ontem o documentário ‘An Inconvenient Truth’. Para os que não sabem é o documentário de Al Gore, que também tem um livro com o mesmo nome, sobre as mudanças climáticas.

No fundo, o que vi já sabia. Actualmente nas escolas este é um dos temas mais debatidos. Mas um documentário é um documentário. Os factos ali estão estampados.

Algumas das coisas que mais me impressionaram foi a comprovação de que não havia nenhuma dúvida entre a comunidade científica sobre o aquecimento global ser provocado por nós. Uns rumores dizem que si. Pelo que vi no documentário, num total de 900 e tal artigos (10% dos artigos científicos escolhidos ao acaso dos últimos 10 anos, ou parecido) são 0 (zero) os artigos que discordam de que o aquecimento global é provocado por nós.

Um outro facto interessante é sobre a indústria automóvel. Os fabricantes falam que se fizerem carros “ambientais” perdem quota de mercado. A verdade é que pelos gráficos mostrados, as companhias que fabricam os carros mais ambientais (como a Toyota e a Honda) têm tido melhores vendas nos últimos anos que as que fabricam carros mais poluídos como a Ford e a General Motors (repararam que são companhias Americanas).

Entre outras curiosidades, ressaltou-me uma que não sabia. Um gráfico que mostra como se todos fizéssemos um pouco os níveis de CO2 emitidos podiam descer abaixo dos níveis de 1970. Mostrava algumas medidas como todas somadas poderiam diminuir bastante as emissões.

Outro dos gráficos interessantes que me despertou a atenção foi a comparação da temperatura actual com as últimas eras glaciares. A temperatura actual do planeta está a cerca do dobro da última era não-glaciar. Sinceramente, aquele foi um dos gráficos mais expressivos.

Concluido, é um documentário que aconselho a ver. Por mais que se julguem informados sobre o assunto, este documentário mostra algumas informações que vos vão fazer olhar com mais atenção para a questão ambiental.

Anúncios

90+45=135

Setembro 18, 2007

135. Cento e trinta e cinco. Duas horas e quinze minutos. 2h e 15min. É essa a duração, este ano, das aulas laboratoriais de Fisica-Química e Biologia/Geologia.

Dá para dar melhor a matéria, dá para fazer os relatórios no fim das aulas…

Mas por favor: não acham que os alunos se cansam de ter 2h e 15minutos de FQ, um intervalo de 20 minutos (passa a correr) e depois outras 2h e 15 de Biologia?

Eu cansei-me, e foi só matéria “ao de leve”

Inglês? Sim domino bem… Porquê?

Abril 20, 2007

Afinal o Sr Eng. José Socrates até percebe de inglês…

Editado: Tirei o vídeo integrado e deixei apenas o link porque estava a dar XHTML inválido 😉

O SIM

Fevereiro 12, 2007

Tal como as sondagens já apontavam, o SIM ganhou no referendo realizado ontem.

A minha posição, isto se eu tivesse idade para votar, seria do NÃO.

Espero sinceramente que ao legalizar o aborto até às semanas, isso não se torne um método contraceptivo. Bem, afinal quase 60% das pessoas que votaram, votaram no SIM. Por alguma razão terá sido. Espero que a razão seja a correcta.

Umas coisas que me confudem no entanto é o direito do pai por exemplo. Na pergunta no referendo não se referiu nada sobre o pai. Afinal, terá ele direitos? O filho não se gera sozinho… E, tal como alguns argumentos do NÃO que eu vi, serão adiadas operações? Se forem, o combate às listas de espera estará cada vez mais arruinado…  E os hospitais? Terão capacidade monetária para efectuar abortos ou capacidade para adquirirem material para os efectuar? Alberto João Jardim já disse que na Madeira os hospitais não terão capacidade…

Para mim, estas são as questões mais relevantes que se levantam agora que o SIM venceu. Como será o futuro? Só daqui a uns anos saberemos 🙂