Archive for the ‘Robótica’ Category

Festival Nacional da Robótica 2008 – BS Júnior

Abril 7, 2008

Pois é, lá fui de novo a mais um Festival Nacional da Robótica e de novo na prova Busca e Salvamento Júnior.

Este ano foi pena as candidaturas ao programa Ciência Viva estarem fechadas pelo que a organização teve de impor limites e um deles foi o limite de 3 equipas por escola (a minha ia com 5, tivemos de nos juntar).

Em termos das provas em si tenho apenas uma critica a apontar: as condições de programação. No ano passado tínhamos fracas condições de luminosidade o que não dava para calibrar os robots, mas tínhamos muito espaço para trabalhar. Já este ano foi uma daquelas mesas de salas de aula para cada equipa (e eram 4 mesas juntas pelo que podem ver que apenas tinhamos a parte da frente e a lateral para nos sentarmos). Agora imaginem a minha equipa (de 4 pessoas devido a termos de nos juntar)… Era tudo a trabalhar ao monte e as malas dos robots e portáteis e ferramentas tudo no chão. Acho que deveriam pôr mesas tirando um pouco o espaço da entrada ou deviam dar às equipas maiores mais mesas. De resto gostei muito: este ano distribuiram-nos logo à entrada horários das provas, senhas de almoço, t-shirt, boné, caneta, medalha e certificado. Também foram bem calculadas as provas, não era como o ano passado: era quem chegasse lá primeiro que corria…

O que escrevi o ano passado que os stores estavam a fazer o trabalho dos alunos, este ano foi minimizado, mas ainda assim achei pouco. Agora só o stor responsável pela equipa podia entrar nas áreas de trabalho. Sinceramente, acho que devia ser proibido os stores entrarem.

Em termos de prestações, gostei muito do lugar da minha Euribor: 9º lugar 🙂

Para o ano é para ganhar…

Festival Nacional de Robótica 2007

Maio 1, 2007

O Festival Nacional da Robótica foi criado em 2001 e reúne, desde então, variadas equipas de todo o país em várias competições. Nesta 7ª edição, o Festival realizou-se no Pavilhão Gimnodesportivo de Paderne (Albufeira) no Algarve.

Apesar de haverem várias competições (Busca e Salvamento Júnior, Dança Júnior, Futebol Robótico Júnior, Futebol Robótico e Condução Autónoma) vou-me basear mais na Busca e Salvamento Júnior pois foi a prova em que participei.

Na Busca e Salvamento, o objectivo é o robot seguir uma linha preta através de um percurso composto por 3 salas, com várias vítimas que o robot é suposto identificar. Deve também ser capaz de transportor interrupções de linha com um máximo de 20cm, assim como subir/descer uma rampa com uma inclinação máxima de 30º.

Existem 2 escalões: A e B. O escalão B é composto por equipas cujos participantes tenham entre 15 e 18 anos e o A com equipas entre os 8 e 14. Pelo que sei, apenas no escalão B havia mais de 200 equipas.

O robot de cada equipa era suposto ser construído pelos alunos com uma intervenção mínima dos professores. Aqui deixo uma pequena crítica: os organizadores deviam ser capazes de ver isto. Apesar de haver uma pequena entrevista no final da prova com o objectivo de fazer variadas perguntas aos alunos sobre o funcionamento do robot, esta era insuficiente. Enquanto os professores da minha escola se tinham refugiado sabe-se lá onde (nas meninas como nós diziamos 😛 ) apenas tendo ajudado a minha equipa quando tivemos um problema de hardware e ajudando todas em termos de tirar uma ou outra dúvida rara em relação à programação, outros professores de outras escolas fizeram quase todo o robot dos alunos. Quanto a isto tenho a dizer: posso não ter uma grande classificação, mas pelo menos foi a minha equipa que fez o robot.

Outra pequena crítica foi a desorganização em relação à marcação de provas. Um exemplo é que a 2ª Manga (ou seja, a 2ª prova) da minha equipa estava marcada para as 14h e 50 e tínhamos o autocarro para nos levar para Leiria às 15h. Mas haviam outros de Leiria com provas para as 15h e 30, 15h e 40… E ainda uns do Porto com provas ainda depois com autocarro às 14h. Conclusão: tivemos de programar o robot mais depressa e fazer as provas durante a hora de almoço, ou de manhã, ou em qualquer outro horário livre e acabámos por arrancar de Paderne apenas às 4 da tarde.

Quanto ao resto, penso que o festival estava muito bem organizado com outra pequena excepção: o parque de campismo, o local de pequeno-almoço e jantar, e o pavilhão onde se realizaram as provas eram muito distantes. Mas quanto a isto, penso que foi a única solução que conseguiram arranjar.

No fim de tudo isto apenas me resta dizer que gostei muito e que para o ano volto, onde quer que seja o festival.

Robots Festival Robótica 2007 - Domingos Sequeira

(a “Euribor”, o meu robot, era o 2º a contar debaixo)

Nota: Troquei as idades dos escalões, mas já corrigi